seguinte
anterior
itens

Article

Esforços conjuntos para um melhor conhecimento sobre o transporte marítimo e o ambiente

Mudar de idioma
Article Publicado 2021-11-08 Modificado pela última vez 2021-11-22
3 min read
Photo: © Shaah Shahidh on Unsplash
A Agência Europeia do Ambiente (AEA) e a Agência Europeia da Segurança Marítima (EMSA) publicaram recentemente o Relatório Ambiental sobre o Transporte Marítimo Europeu (EMTER), que é uma avaliação conjunta dos impactos ambientais do transporte marítimo na Europa. Entrevistámos Stéphane Isoard, chefe de grupo para temas relacionados com a água e o ambiente marinho na AEA, responsável por liderar a equipa da AEA que elaborou o relatório.

Qual foi o objetivo da elaboração do relatório EMTER?

O principal objetivo do relatório era fornecer uma panorâmica factual das questões ambientais ligadas ao setor do transporte marítimo e apontar os principais desafios e oportunidades. O relatório EMTER é a primeira análise europeia sobre o setor marítimo, que é um elemento-chave do comércio global, da nossa economia e que responde diariamente às necessidades das pessoas. O trabalho conjunto com a EMSA e o relatório constituem um passo fundamental para complementar oonosso conhecimento neste domínio.

Quais foram as principais conclusões do relatório?

O transporte marítimo é essencial para a economia europeia. Ao mesmo tempo, as atividades do setor têm impacto no ambiente, no climae na saúde e bem-estar dos cidadãos da UE. Os navios emitem quantidades consideráveis de gases com efeito de estufa, poluentes atmosféricos e ruído subaquático; a propagação de espécies não indígenas e a poluição das águas também constituem preocupações adicionais.

O setor marítimo tem vindo a tomar medidas para reduzir os  impactos ambientais. No entanto, é necessário muito mais para alcançar a sustentabilidade, especialmente porque se espera que o setor cresça substancialmente nas próximas décadas.

Por que razão optou por elaborar o relatório em colaboração com a EMSA e como funcionou a colaboração?

Considerámos que havia muito potencial para trabalhar em conjunto sobre este tema e para unir forças, uma vez que a EMSA tem uma enorme competência no setor marítimo, enquanto nós, na AEA, somos fortes na análise ambiental e climática. Pessoalmente, considero que a colaboração foi excelente e muito eficiente, pois ambas as agências puderam contribuir com o seu conjunto de competências e experiência para uma avaliação conjunta, e a colaboração foi elogiada pelas partes interessadas. 

O que está a Europa a fazer para enfrentar os desafios identificados no relatório?

A saúde e o bem-estar das pessoas e a proteção do ambiente e do clima são objetivos fundamentais do Pacto Ecológico Europeu. Para apoiar esses objetivos, existem vários quadros legislativos e iniciativas, como o Plano de Ação para a Poluição Zero, a iniciativa Fuel UE Transportes Marítimos e a Política Marítima Integrada.

Ao mesmo tempo, a construção de parcerias internacionais é essencial, uma vez que o setor é parte integrante do comércio mundial. Em suma, é uma oportunidade para a Europa estar na vanguarda do desenvolvimento de um setor de transporte marítimo sustentável e inteligente.

Que outro trabalho está a ser desenvolvido pela AEA em matéria de questões relacionadas com o ambiente marinho?

A AEA possui um vasto conhecimento especializado e experiência em questões ambientais relacionadas com o meio marinho. No ano passado, publicámos as Mensagens marinhas II, que dão uma panorâmica exaustiva do estado do ambiente marinho na Europa, juntamente com uma panorâmica da utilização dos mares europeus e dos seus efeitos combinados nos ecossistemas marinhos. Recolhemos dados sobre os resíduos marinhos e analisamos o estado das águas balneares da Europa.

Todos estes recursos e outras análises temáticas estão disponíveis através do WISE-Marine e da página  Web da AEA.


 Stéphane Isoard

Stéphane Isoard

Chefe de grupo - Água e ambiente marinho
Agência Europeia do Ambiente

Permalinks

Geographic coverage

Temporal coverage

Ações do documento