Ferramentas Pessoais

Notificações
Receba notificações sobre novos relatórios e produtos. Frequência: 3-4 e-mails / mês.
Subscrições
Inscrever-se para receber os nossos relatórios (em versão em papel e/ou eletrónica) e o boletim informativo eletrónico trimestral.
Siga-nos
Twitter ícone Twitter
Facebook ícone Facebook
YouTube ícone Canal no YouTube
Logotipo RSS 'RSS Feeds'
Mais

Write to us Write to us

For the public:


For media and journalists:

Contact EEA staff
Contact the web team
FAQ

Call us Call us

Reception:

Phone: (+45) 33 36 71 00
Fax: (+45) 33 36 71 99


seguinte
anterior
itens

Saltar para conteúdo principal | Ir para navegação

Sound and independent information
on the environment

Você está aqui: Entrada / Temas / Utilização dos solos / Contexto político

Contexto político

Mudar de idioma
A gestão e o ordenamento do território são essenciais para uma melhor reconciliação entre a utilização dos solos e as preocupações ambientais. Trata-se de um desafio que envolve vários níveis políticos e diferentes sectores. A monitorização e a mediação das consequências ambientais negativas da utilização dos solos em simultâneo com a continuidade da produção de recursos essenciais é uma das principais prioridades dos responsáveis políticos mundiais.

Em 1999, a Perspectiva de Desenvolvimento Espacial Europeu (ESDP) estabeleceu orientações políticas a nível europeu para assegurar o equilíbrio e a coesão territorial, uma maior competitividade, um acesso aos mercados e ao conhecimento, bem como uma gestão mais racional dos recursos naturais e culturais. Mais recentemente, o desenvolvimento espacial integrado foi abordado pela Agenda Territorial da UE, que visa mobilizar o potencial das cidades e regiões europeias para o crescimento económico sustentado e mais emprego.

As decisões em matéria de gestão e ordenamento do território são normalmente adoptadas a nível local e regional. No entanto, compete à Comissão Europeia assegurar que os Estados-Membros tenham em conta as preocupações ambientais na elaboração dos seus planos de desenvolvimento e utilização dos solos. As metas consistem em:

As economias europeias dependem dos recursos naturais, incluindo as matérias-primas e o território (recursos da terra). A estratégia temática da UE relativa à utilização sustentável dos recursos naturais considera o território como um recurso e é aplicável às áreas de terra e de território marítimo necessárias para fins de produção (por exemplo, minerais, madeira, alimentos) e várias actividades socioeconómicas. Estes interesses disputam frequentemente o mesmo recurso territorial.

Os esforços que visam modificar as práticas de utilização dos solos a fim de reduzir a poluição não esporádica do ar e da água incluem a gestão integrada das bacias hidrográficas e, em especial, a Directiva "Nitratos". As inundações provocadas pela construção de superfícies impermeáveis (por exemplo, edifícios e estradas) e por fenómenos meteorológicos extremos são abordadas pela nova Directiva Europeia sobre Inundações. A natureza transversal da utilização dos solos é também realçada pelas políticas regionais e de desenvolvimento rural da UE.

O Protocolo de Quioto da CQNUAC promove, entre outras, as práticas que reduzem as emissões de metano e óxido de azoto nos solos agrícolas. As políticas da União Europeia sobre adaptação às alterações climáticas têm uma relevância directa para as práticas actuais e futuras de utilização dos solos e para os sectores económicos que dela dependem.

Geographical coverage

[+] Show Map

Ações do documento

Comentários

Registre-se já
Receba notificações sobre novos relatórios e produtos. Atualmente, temos 33021 assinantes. Freqüência: 3-4 e-mails por mês.
Notificações arquivo
Siga-nos
 
 
 
 
 
Agência Europeia do Ambiente (EEA)
Kongens Nytorv 6
1050 Copenhagen K
Dinamarca
Telefone: +45 3336 7100